Experimento converte dióxido de carbono em pedra


Um grupo de cientistas e engenheiros tem desafiado um dos maiores desafios ambientais em encontrar uma forma rápida de frear a mudança climática, tornando-se um dos gases de efeito estufa em pedra a curto prazo. O experimento no âmbito do projecto conhecido como Carbfix foi realizado na usina Hellisheidi, Islândia, que é considerada a maior instalação geotérmica do mundo.

Os investigadores combinaram o dióxido de carbono com água bombeada e, em seguida, injetaram a solução na rocha vulcânica subterrânea para criar um mineral. No basalto abaixo da usina Hellisheidi mais de 95% do dióxido de carbono injetado solidificou-se em menos de dois anos, o que é bastante rápido comparado com o período indicado por estudos anteriores que indicavam que processo de mineralização é realizado em centenas ou milhares de anos.

Dióxido de Carbono transformado em pedra

“Isso significa que pode bombear grandes quantidades de dióxido de carbono e armazená -lo de uma forma muito segura em um período muito curto , ”  disse  Martin Stute, um dos autores do estudo publicado na revista  “Science” . O hidrólogo da Universidade de Columbia (EUA) argumenta que, no futuro, a tecnologia poderá ser usada.

Sigurdur Gislason, geólogo da Universidade da Islândia, geotérmica indicou que várias empresas já demonstraram interesse no projeto. Além de basalto é necessária uma grande quantidade de água: 25 toneladas por tonelada de dióxido de carbono. Gislason disse que, em muitos lugares da água do mar pode ser utilizada.

Fonte: RT Saber Mais

 

Anterior Como você reagiria se descobrirmos vida extraterrestre?
Próximo O que é vento?