Estrutura interna da terra


31Estrutura interna da Terra A maior perfuração realizada pelos seres humanos na crosta terrestre atingiu 12 km de profundidade, um valor insignificante para um planeta que tem mais de 6 mil km de raio. No entanto, dispomos de informações, obtidas por meio do estudo de ondas sísmicas, que nos permitem classificar o interior da Terra em camadas, de acordo com sua composição e propriedades. Quanto à composição química dos materiais, as camadas da Terra são: crosta terrestre, manto e núcleo.

Estrutura interna da terra

Crosta Terrestre:

A crosta é a porção externa da Terra; camada de fina espessura que envolve o planeta, composta principalmente de basalto e granito. A espessura da crosta é bastante variável, sendo maior onde há grandes montanhas e menor nas fossas oceânicas. Nos oceanos, a crosta costuma ter cerca de 7 km de espessura; nos continentes, chega a 40 km.

Interior da Terra

O manto:

O manto fica localizado abaixo da crosta, é composto de minerais ricos em silício, ferro e magnésio. O chamado manto interior é composto principalmente de sílica e silicatos de alumina.

O núcleo:

O núcleo é a camada mais interna, constituída por níquel e ferro, com temperaturas em torno de 5 000 °C. Divide-se em núcleo externo, com consistência mais líquida, e núcleo interno, composto de minerais sólidos. Com a formulação da teoria da tectônica de placas, foi possível identificar forças originadas do interior da Terra que levam à movimentação das placas. Esse deslocamento, ainda que lento, provoca deformações nas bordas das placas, modificando, portanto, o relevo. São exemplos de agentes internos modificadores do relevo: tectonismo, vulcanismo e abalos sísmicos.

Anterior Cientistas criam máquina que extrai água da umidade do ar
Próximo A Teoria da Terra Plana