França se tornou o primeiro país a proibir plásticos como utensílios de cozinha


A França aprovou em setembro de 2016 uma lei que diz que todos os  plásticos, copos e utensílios de cozinha será banido em 2020, e substituições terão de ser feitos de materiais obtidos de fontes biológicas que podem ser compostados.

A nova lei segue uma proibição total de sacolas plásticas em julho, e faz parte do processo de Transição Energética para o ato de Crescimento Verde – um plano para tornar a França um dos líderes mundiais na adoção de práticas mais respeitadoras do ambiente e na redução das emissões de gases de efeito estufa.

De acordo com a nova lei , a distribuição de sacos de plástico descartáveis em supermercados  foi proibido a partir de julho, e sacos plásticos serão proibidos nos departamentos de frutas e vegetais a partir de 1 de Janeiro de 2017.

Fonte: Gwimages / Shutterstock.com
Fonte: Gwimages / Shutterstock.com

A proibição da distribuição de utensílios descartáveis de cozinha, copos e pratos deverão ser aplicadas em 2020, o que dará aos fabricantes tempo para se adaptar.
Ministros locais estipulam que no prazo de três anos, 50 por cento do material utilizado para adquirir tais itens terão de ser orgânico e compostável, e essa proporção subirá para 60 por cento até 2025.

A notícia foi bem recebida por grupos de conservação em todo o mundo, e com previsões de que até 2050, haverá mais plástico do que os peixes em nossos oceanos , é o tipo de medidas definitivas que é necessário se nós estamos indo para ter alguma chance de mitigar o problema dos resíduos em uma população global crescente.

Fonte: [Science Alert]

 

Anterior Orientação pelo Sol
Próximo A população mundial está crescendo mais rápido do que se pensava